Amiga empreendedora, se você está começando seu negócio agora e tem dúvidas sobre como estabelecer sua remuneração vai curtir ler esse artigo. Pois irei explicar como calcular o pró-labore para microempreendedor individual – MEI.

Mas antes disso, você precisa entender alguns conceitos de contabilidade para pequenos negócios. Você sabe exatamente o que significa pró-labore?  É a remuneração destinada pela empresa ao seu administrador, devida em razão de seus serviços prestados. Além disso, o termo é originário do latim e significa “pelo trabalho”.

Esse pagamento é uma forma merecida de recompensa pelo seu trabalho e também um passo importante para manter a saúde financeira do seu negócio. Agora que você sabe o conceito, vamos colocar a mão na massa? Veja abaixo 4 passos para definir o valor do seu pró-labore.

Analise seu faturamento

Quanto você pretende ganhar? Qual sua lucratividade? Quanto você precisa vender para tirar esse seu salário? Quando você fizer estas contas ficará mais claro. E não se engane tirando de R$50 em R$50 recebe aqui e gasta ali, dessa forma você irá falir sua empresa.

Aprenda na prática, como calcular a receita bruta mensal do seu negócio. Se for um valor de receita que varia a cada mês, pegue o valor do faturamento anual (só o que entrou) e divida por 12 meses. E dessa forma, você irá descobrir quanto entra no seu caixa em média a cada 30 dias.

Leia mais

Aceita o desafio de espalhar amor

Rotina da empreendedora

Saiba seus custos

Amiga, seja disciplinada com o seu fluxo de caixa, saiba bem quais são todos os seus custos fixos e variáveis. Não deixe nenhuma continha escapar. Meu conselho é que você separe suas finanças pessoais das finanças da sua empresa, para isso tenha cartões de créditos separados. Ficará mais fácil de controlar todo o histórico. Então, procure identificar qual é o custo médio mensal do seu negócio, usando também a regra da divisão do custo total por 12, caso ele seja variável.

Faça as contas

Agora, você já tem as duas informações que precisa para definir o pró-labore do MEI: seu faturamento médio e seu custo médio. Subtraindo o primeiro pelo segundo obterá seu lucro líquido. Ao ter esse número em mãos, é hora de decidir se a retirada será integral ou se parte será destinada ao crescimento do negócio.

Procure um contador

O salário do empreendedor não será todo o valor do lucro líquido, ou de acordo com as necessidades dele. Para determinar essa remuneração você pagaria alguém do mercado para fazer seu trabalho. Se você não sabe como tomar a uma decisão assertiva, nada melhor do que ter a opinião de quem mais entende do assunto. Peça ajuda a um contador, ele é quem pode esclarecer sobre as repercussões possíveis (fiscais e tributárias) a partir do valor que definir como pró-labore.

Esse foi o texto sobre princípios de contabilidade para pequenas empresas. Atenção, empreendedora! Não saia fazendo retiradas e definindo um pró-labore sem antes entender totalmente as finanças do seu negócio. Do que adiantará você com dinheiro no bolso e sua empresa desfalcada? E por falar nisso, você já tem um contador? Como você organiza e formaliza os recursos financeiros do seu negócio?

Baixe aqui o e-book _Vale a pena investir em e-commerce_(1)

vip_whatsapp-var