De todas as perguntas que recebo, certamente, a que ganha em disparado é: “Sabrina, como você conseguiu com montar a Francisca Joias Contemporâneas com apenas 50 reais?” Essa é a sua dúvida também? Então vem comigo que vou contar tudo nesse post.

Minha história já foi contada na Exame e na Pequenas Empresas Grandes Negócios, além, claro de eu mesma sempre contar como comecei, a empresa, que é hoje, a maior loja online de joias contemporâneas do Brasil. Apesar disso, muita gente acha que é impossível, que é fake news, ou mentira, porém, podem ter certeza de que não há fraude alguma. Até porque eu não só sigo com a Francisca Joias como também tenho como missão de vida ajudar outras pessoas a terem sucesso com o negócio delas.

 Ajudar essas pessoas a venderem mais produtos físicos todos os dias através da internet. Ajudar ainda mais pessoas a serem mais felizes e realizadora de seus sonhos através de seus negócios. Em seguida eu te pergunto: se eu não tivesse construído meu próprio império, estaria ensinando outras pessoas a fazerem o mesmo? Afinal, se eu consegui, outras pessoas também podem.

O que me levou a ser empreendedora?

Eu fui morar no Rio de Janeiro porque eu queria estudar Engenharia de Produção e meu sonho de salário era 5 mil reais. A minha irmã, Larissa, já morava no Rio e trabalhava numa empresa que vendia ternos e gravatas. A gente morava num quartinho que tinha mais ou menos uns dois metros quadrados. Era tão pequeno que para puxar a segunda cama tinha que fechar a porta! Juro!

Então o que aconteceu não foi sorte, foi resultado de muito trabalho. A gente pagava no quartinho 350 reais na época, sendo que a gente tinha um desconto de 50 reais porque a gente lavava os banheiros – a gente não, só eu, e só depois de muuuuito tempo fui descobrir o motivo: era um acordo entre o dono da pensão e a minha irmã.

Fui porteira em prédio, fui garçonete, fui vender camisas no carnaval… Fiz de um tudo! E, certa vez, eu li em uma revista que uma mulher tinha vendido 5 mil reais vendendo produtos em um marketplace, que é o Elo7, que era o meu salário dos sonhos. Pensei, se essa mulher conseguiu eu também consigo. E é isso que eu quero arrancar de você hoje, pensar que se a Sabrina conseguiu, eu também consigo.

Leia mais:
– Marketplace: o que é, vantagens e desvantagens
– Mindset: 05 dicas para construir uma mentalidade vencedora

Como multipliquei meu investimento

Então, motivada pela matéria que eu tinha acabado de ler, peguei o dinheiro que eu tinha na carteira que não era muito, eram apenas 50 reais. Fui no centro da cidade, comprei um monte de brincos, colares, anéis e fiz as fotos, coloquei no Elo7 que estava bombando na época e bum: começou a vender!

Não demorou muito, eu recebi um e-mail do Elo7 perguntando se eu queria fazer parte de um e-mail marketing divulgando a minha loja por 250 reais. Aceitei na hora! Não tinha dinheiro de sobra, mas eu sabia que aquele era o momento de investir. O site disparou o e-mail e então, naquela semana, eu vendi cinco mil reais. O meu salário dos sonhos.

Foi aí que achei o trabalho que eu queria fazer pro resto da vida e foi aí que eu descobri o poder do e-mail marketing, o poder do marketing digital. E foi exatamente assim que eu comecei com 50 reais.

E como a Francisca Joias se sustentou com 50 reais?

Simples! Dinheiro da empresa é dinheiro da empresa. Dinheiro seu é dinheiro seu. E eu fui reinvestindo todo o dinheiro que eu ganhava e nunca deixei de estudar para aprender cada vez mais. Para entender cada vez mais como funcionava o universo das lojas online.

Para falar mais uma vez que, se eu consegui, você também consegue.

Quer saber mais? Assista a esse vídeo

e-book-e-commerce-sabrina-nunes