A mídia é o conjunto dos diversos meios de comunicação que transmite informações e conteúdos variados. Ela tem o poder de elevar a popularidade das marcas, assim como também pode destruir o sucesso. O universo da mídia é composto por diversos canais: jornaisrevistas, a televisão, o rádio e a internet.

E pra quem não sabe, profissional que cuida das mídias pode ter formação em jornalismo, publicidade ou marketing. É necessário ter muita noção de design e copywriting (escrita publicitária) e estar atento aos novos formatos que surgem com o avanço da internet.

Os pequenos negócios podem explorar muito o poder das novas mídias, onde com pouca verba mas com a estratégia certeira se pode alcançar o cliente ideal e que está disposto a comprar o seu serviço ou produto.

Hoje, vou te contar sobre os 3 tipos de mídia que podem alavancar o seu negócio. Vamos começar?

Paid Media

Não se assuste com o nome em inglês. Paid media quer dizer mídia paga e se refere a toda e qualquer divulgação direta da marca. Isso pode incluir links patrocinados em buscadores, publieditoriais, banners-intervenções-backgrounds em portais, anúncios em mídias sociais. Ou seja, tudo o que a marca paga para estar ali.

Sabe aqueles posts de Facebook e Instagram que aparecem com a indicação de “patrocinado” na parte superior? Eles são exemplos de mídia paga. Quando você faz uma pesquisa no Google e aparece a etiqueta anúncio também temos ali uma mídia paga.

O que é remarketing?

Existe um tipo de campanha patrocinada que é inteligente e que aumenta muito o seu resultado, principalmente se você possui um e-commerce, é o remarketing. Se você nunca ouviu falar ou já sabe mais ou menos o conceito, remarketing é uma estratégia que marca e identifica os usuários que já visitaram o seu site e passa a exibir seus anúncios com mais frequência para eles.

Ou você acha que é por acaso quando fica visualizando os anúncios da Francisca toda vez que visita o site? Isso mesmo! Com o remarketing é possível mostrar ao visitante exatamente o produto que ele acessou ou peças relacionadas, mesmo após ele ter saído do site sem sequer fazer o cadastro.

Num universo onde 97% dos visitantes de um site não convertem na primeira visita, essa estratégia é uma mão na roda para aumentar a taxa de conversão.

Como fazer remarketing?

Para fazer o remarketing no Google Adwords, você pode escolher a opção Rede de Display ou Rede de Pesquisa. Na primeira, o seu anúncio pode ser em formato de imagem e irá aparecer em sites que fazem parte da rede de parceiros do Google. Já na segunda seu anúncio de texto vai aparecer nos resultados de quem está fazendo uma busca pelo assunto.

Outra opção que você pode explorar é o remarketing do Facebook, que funciona de maneira similar à Rede de Display do Google, onde os anúncios de remarketing aparecem dentro da rede social, seja no feed de notícias ou na barra lateral. Antes disso, você precisa instalar o pixel do Facebook na head do seu site/blog para monitorar os acessos.

Owned Media

Owned quer dizer próprio, então esse é o tipo de mídia que possui os canais de propriedade da empresa: blog, sites, hotsites, landing Page e mídias sociais. São os canais controlados pelas marcas. Essas mídias, geralmente, são exploradas com o SEO e link building para gerar resultado orgânico.

Neil Patel, o rei do marketing digital da atualidade definiu como SEO: “o processo de otimização do seu conteúdo online, para que os motores de busca gostem de mostrá-lo como um dos melhores resultados para as buscas de uma certa palavra-chave.”

Existe também o SEO On Page, onde você trabalha pontualmente itens das páginas do seu site ou post de blog.

Além disso, dentro da estratégia de SEO existe o link building, um critério técnico  importantíssimo que é ter seu domínio mencionado em outros sites que tenham sinergia com o seu negócio. Isso é devido à estratégia de prova social. Toda vez que alguém recomenda uma empresa a popularidade e credibilidade aumentam.

O que não podemos esquecer aqui nesse tipo de mídia é a relevância do conteúdo: “Escreva algo que vale a pena ler ou faça algo que valha a pena ser escrito.” – Benjamin Franklin

Leia Mais

• Talento é chave do sucesso? Não, o nome disso é disciplina

• 5 coisas que você deve fazer pra ser uma empreendedora de sucesso

Earned Media

Por último, a Earned Media significa mídia conquistada. Aqui estamos falando de engajamento e de viralizar conteúdos. Ou seja, toda e qualquer divulgação espontânea: menções em redes sociais, compartilhamentos, conteúdos criados por usuários sobre a marca, repostagens de conteúdos próprios da marca em blogs de terceiros etc.

Todos os componentes de seu conteúdo colaboram para que ele viralize ou não. Os elementos visuais como o infográfico possuem muito poder de gerar buzz, fazer toda a internet (ou boa parte dela) ficar sabendo sobre aquilo que você quer divulgar.

Para quem já tem blog, usar o copywriting é a forma mais indicada de gerar buzz,  são técnicas de escrita usando gatilhos mentais, usando  a empatia e elementos de programação neurolinguística.

Qual tipo de mídia vale usar no seu negócio?

Agora que você já conhece os 3 tipos de mídia que podem alavancar seu negócio, chegou a hora de definir qual deles pode performar melhor. Toda divulgação de conteúdo que sua empresa faz deve fazer parte de uma estratégia.

Não escolha apenas um tipo de mídia, faça muito bem o uso da mídia própria com o máximo de qualidade e técnica, pague para divulgar esses conteúdos com o paid media e então desfrute do marketing viral. Aqui está a fórmula que resume o que estou dizendo: Owned + Paid = Earned

Amiga empreendedora, esse foi o nosso texto sobre usar as novas mídias para alavancar seu negócio. Não esqueça de monitorar os resultados, de realizar testes A/B e de criar planos de ação para reverter cada ponto que não deu certo. Viu como é importante a criação de conteúdo relevante? Agora é hora de colocar a mão na massa! Coloque em prática o uso das mídias e me conte aqui nos comentários o que achou!