Esse termo já é bem conhecido para quem é da área de marketing. Mas, se você ainda não ouviu falar em Design Thinking nesse post eu vou explicar o que é, como você pode usar, onde surgiu, qual é o processo e tudo o que puder te ajudar a compreender melhor tudo isso. Hoje minha meta é que você enxergue isso tudo como uma oportunidade de colocar isso em prática a favor do seu negócio. Vem comigo?

O que é Design Thinking?

O Design Thinking é uma forma de resolver problemas, desenvolver produtos e pensar em projetos como os designers fazem: através do processo cognitivo. Nesse processo estão inclusos: pesquisa, brainstorms, seleção de ideias e prototipagem.

Cada vez mais essa ferramenta está sendo usada pelas empresas por diversos motivos. Dentre esses motivos, é o fato de que esse processo é realizado em grupo, dessa forma, os colaboradores aprendem a trabalhar em grupo, formando um verdadeiro time.

Esse método é dividido em fases, que podem variar. Para esse post, escolhi 5 que vão te ajudar muito a colocar o Design Thinking em prática no seu negócio.  

Criar empatia ou compreender

Você deve compreender quais são as necessidades que devem ser atendidas. No caso de um produto, o que os clientes estão pedindo que não estão encontrando no mercado no qual você está inserida?

Como esse consumidor se sente? Se coloque no lugar dele e pense como um consumidor.

Definir

Você deve desenvolver uma pesquisa e, a partir daí, conhecer na prática o que você precisa aplicar. Para criar essa pesquisa existem duas possibilidades: contratar uma empresa especializada ou realizar sozinha da sua casa usando questionários online.

O próprio Google possui um sistema de formulário totalmente gratuito. Eles facilitam a sua vida e é possível enviar para centenas de pessoas sem sair de casa e ainda ter os dados organizados através de planilhas ou gráficos.

Idealizar

Essa é a fase de brainstorm, quando você começa a pensar e escutar diversas opções. É uma troca de ideias constante, onde uma sugestão pode ajudar outra pessoa a criar uma ideia que agrada o grupo todo.

Por isso a importância de ser realizado em grupo, pois cada pessoa possui ideias e referências únicas, além de que os processos criativos acontecem de formas diferentes para cada um.

Não existe limite, pois, esse é o momento onde a criatividade se solta e você pode dizer o que se passa na sua cabeça. Uma dica importante é ter a mente aberta para ouvir o que o outro tem a dizer. Uma ideia que a princípio pareça sem lógica, pode evoluir para algo extremamente útil.

Prototipar

Depois que a ideia foi formulada, chegou a hora de criar um protótipo, uma representação dessa ideia. Se for um produto, você vai criar um exemplo de como seria a cara dessa peça.

É nesse momento que o conceito começa a tomar forma. É aqui que você vai ver o seu produto na prática. Ou seja, é a melhor hora para saber quais aspectos precisam ser melhorados para poder ser aprovado e colocado à venda.

Testar

Agora que o seu produto foi aprovado, você deve aumentar a produção e colocá-lo à venda, por exemplo. E não é só isso, nesse passo você também deve analisar os resultados seja de um produto, como citado no exemplo ou um projeto que você tenha colocado em prática.

Leia mais:

O que é neuromarketing e como isso pode afetar o seu negócio

Como ter mais criatividade no seu negócio

Mas como posso investir no Design Thinking no meu negócio?

O Design Thinking pode ser usado de diversas maneiras no seu negócio, seja ele qual for. E à medida que eu for mostrando essas formas criativas, você vai perceber como é dinâmica e versátil essa ferramenta.

Escolher um nome para o seu negócio

O nome da sua empresa deve ser objetiva, clara e memorável. Mas, como pensar em tudo isso em um só nome? Simples, use o Design Thinking e descubra como definir o seu negócio e como ele vai ser apresentado para o seu cliente.

Assim, com a ajuda da sua equipe, você consegue definir o nome ideal para a sua empresa e também como se tornar presente na mente do consumidor.

Afinal de contas, esse cliente deve sempre lembrar do nome quando resolver comprar alguma coisa. E se você já tem um nome mas quer mudar, use o Design Thinking para isso e dê uma repaginada no seu negócio.

Criar um novo projeto

Você tem uma empresa de serviços e quer investir em uma nova atividade para atrair mais clientes. Mas como fazer isso da melhor forma?

Fácil, através do Design Thinking você consegue ter uma ideia do que precisa fazer e até mesmo colocar em prática. Não é assustador como parece e tanto o desempenho quanto a performance são essenciais para analisar se a ideia do projeto foi vantajosa para o seu negócio.

Desenvolver um produto

Eu já dei esse exemplo antes, mas agora ganha mais força. Você pode desenvolver um produto, seja para uma coleção ou um lançamento. Inclusive dá para criar mais de um produto num mesmo processo de Design Thinking. Vale a pena investir nisso e otimizar os seus esforços no mercado no qual está.

Solucionar um problema

Esse com certeza deve ser o motivo que você vai mais amar na vida! Sabe aquele problema que parece que não tem solução? Que você tentou todas as técnicas possíveis para resolver e não consegue nem com reza brava?

Pois então, invista no Design Thinking para resolvê-lo. Coloque essa questão em pauta e peça a ajuda da sua equipe para isso. Além disso, contribui para desenvolver o espírito de equipe do seu negócio.

Gostou das dicas? Então se inscreva no meu canal no YouTube, curta minha página no Facebook e me segue no Instagram que tem muito mais conteúdo por lá!

e-book-e-commerce-sabrina-nunes
lista-vip-whatsapp-sabrina-nunes