Se você já tem um negócio, é provável que já tenha ouvido falar sobre capital de giro. Ou seja, uma reserva em dinheiro que pode ser usada para a manutenção da empresa.

De fato, como o próprio nome já diz, o capital de giro está relacionado com todas as contas financeiras que giram ou movimentam o dia a dia da empresa.

Não tem capital de giro? Cuidado com os riscos

Muitas empresas fecham as portas em menos de um ano de existência e a maioria dessas falências se deve a falta de organização financeira.

É preciso que você entenda a importância do capital dessa reserva financeira no fluxo do caixa e na permanência do seu negócio no mercado.

É o capital de giro que levará a sua empresa a ter funcionamento sustentável e estabilidade para manter as operações necessárias, tal como, estoque, pagamento de fornecedores, impostos etc.

Tenha cuidado ao trabalhar com um baixo capital de giro, pois isso pode comprometer o funcionamento das atividades do seu negócio, e, por consequência, deixar sua empresa suscetível à caixa negativo.

Você sabe calcular o Capital de Giro?

Calcular o Capital de Giro é bem simples. Veja:

Para calcular o Capital de Giro Líquido (CGL), basta subtrair o Passivo Circulante (PC) do Ativo Circulante (AC)

      CGL=PC-AC

Para que você possa entender melhor:

Passivo Circulante: São todas as despesas e custos fixos. Por exemplo: contas a pagar, fornecedores, empréstimos, aluguéis, salários, encargos, entre outros.

Ativo Circulante: São todos aqueles recursos que você tem disponível e que pode converter em liquidez. Tal como aplicações financeiras, contas a receber, valores em conta bancária.

Leia Mais

Financiamento: 3 situações para você buscar

5 erros mais comuns na gestão do negócio

Gestão que faz evoluir

Todos nós empreendedores sonhamos em ter uma marca reconhecida. Bem como, sonhamos em ter estabilidade financeira. E, para isso, é preciso começar bem.

Portanto, se você está iniciando agora fique atento, pois nos primeiros meses boa parte do seu faturamento pode ser destinada a pagar investimentos, dessa forma, o capital de giro passa a ser uma mão na roda até que seu negócio atinja o ponto de equilíbrio.

Quer mais conteúdos como esse? Inscreva-se no meu canal no Youtube e me acompanhe no Facebook e Instagram.