Empreender não depende só da vontade pessoal, mas também da determinação em colocar no papel seu plano de negócios e segui-lo.

Às vezes começamos sem planejamento, mas isso não pode durar por muito tempo, senão o mercado engole nossa empresa e o sonho acaba.

Desenvolver um plano de negócios é dar vida longa ao empreendedor, só não pode ser um documento de gaveta, que não ajuda em nada.

Vamos falar de plano da importância do planejamento, mas também de um ponto fundamental nele.

1 – Plano de negócios

O plano de negócios é um documento que vai retratar os objetivos e os passos que devem ser dados, com intenção de diminuir os riscos e incertezas.

Além disso, ele vai servir para busca de parcerias e investidores, já que mostra projeções e a análise mercadológica da sua ideia.

Você vai poder se convencer e a outras pessoas que o seu negócio é viável, observando estratégia, mercado, operações e gestão financeira.

Esse é o seu pontapé inicial, seu guia, onde você poderá corrigir e caminhar novamente.

2 – Plano de negócios é importante?

É uma necessidade muito importante! Ele vai te mostrar, exatamente, a enorme diferença entre planejar a empresa na sua cabeça e no papel.

Colocar no papel te mostra todos os aspectos, tirando a limitação da mente e te mostrando um panorama que não conseguimos imaginar.

Ele pode ser flexível, te permitindo mudar investimentos, operações e adequar à sua realidade no momento da implantação.

Por isso o plano de negócios deve ser o livro de cabeceira do empreendedor por algum tempo.

Leia mais

• Tive uma ideia, vou ter sucesso?

• Saiba transmitir credibilidade e faça sucesso!

3 – Qual o ponto mais importante do plano de negócios?

Eu entendo que o sumário executivo é o ponto mais importante! Vai ser nele que vamos colocar, de forma sucinta, todas as razões que vão tornar o seu negócio bem-sucedido, tem que despertar a atenção o leitor.

Ele vai destacar os pontos fortes de todo seu plano e deve ser escrito por último, com riqueza de detalhes, já que vai ser uma das primeiras seções.

O sumário executivo vai contemplar:

  • Dados dos empreendedores;
  • Experiencia profissional e atribuições;
  • Dados do empreendimento;
  • Missão da empresa;
  • Produtos e/ou serviços;
  • Setores das atividades econômicas;
  • Forma jurídica;
  • Enquadramento tributário;
  • Capital social;
  • Fonte de recursos.

4 – Não coloque na gaveta

A única pessoa que não precisa de um plano de negócios é aquela que não vai montar uma empresa. Tudo precisa ser praticado e implementado, usar o documento como enfeite é perda de tempo e desperdício de material intelectual.

Vá em frente, documente seu sonho, projete seu crescimento e faça muito sucesso, conte sempre comigo!

Me sigam no Facebook, vejam mais dicas e as novidades da Francisca joias.